quinta-feira, 25 de março de 2010

onipresença

Pare!!!
Olhe para os lados, pois alguém te segue, ouço seus passos, de onde vem?
Não sei, de todas as direções talvez ou quem sabe de nenhuma.
Levo as mãos aos ouvidos, mas não estou surdo. Eu a ouço.
Faça parar! Faça PARAR!!!!!!!!!
Por que me persegue?
Saia das paisagens a minha frente!!!!
Fora das belas musicas que gosto de ouvir...
Não espalhe por tudo o teu perfume.

Quando tomo banho e fecho os olhos embaixo da água eu a vejo, será possível que não respeita minha privacidade?
Vá ao diabo com sua onipresença, deixe-me em paz!!!!!
Por ti não como, por ti não durmo...
Se gosta tanto de mim por que me maltrata dessa forma?
E por gosto tanto assim de você?
...
"Por quê?"
Pergunta interessante de inúmeras respostas, porque isso ou porque aquilo...
Mas eu sei a resposta, eu sinto a resposta eu vejo a resposta, mas eu não a tenho...
Esse sentimento, esse sadismo que possuo é delicioso, é audacioso.
E em meio a essas inúmeras palavras sem sentido, te digo tudo o que para mim é um fato indiscutível

Um comentário:

  1. Texto massa... agora quando vc fala de onipresença a quem se refere?

    ResponderExcluir